terça-feira, 27 de março de 2012

'Barriga' gaúcha acaba em indenização

Uma revista gaúcha foi condenada  a indenizar um casal por publicar uma foto dos pombinhos e, na legenda, atribuir o nome do ex-namorado ao atual companheiro da moça. Como se diz no  jargão jornalístico uma tremenda barriga!

Isabella Taviani pede Raio X de fãs para montar cenário de show

A cantora Isabella Taviani fez uma mudança bem radical nos últimos meses. Além de emagrecer 18 quilos para o novo trabalho,  raspou completamente a cabeça durante o ensaio do fotógrafo Daryan Dornelles para o encarte do novo CD Eu Raio X, quinto de sua carreira, que será lançado de forma independente na próxima semana.  Agora, a cantora resolveu mobilizar fãs de todos os lugares para construção do cenário de sua nova turnê. A ideia é que as pessoas mandem aquelas radiografias que ficam guardadas no fundo do armário para fazer parte do cenário que correrá o Brasil a partir de abril.
Mais detalhes sobre o envio no site: www.isabellataviani.com.br





Outro braço português no Brasil


O Grupo português Ongoing, segundo maior acionista  da Portugal Telecom, sócia da Oi no Brasil, estaria negociando a compra do portal iG.

Ménage à trois acaba em indenização

Uma jovem  teve uma relação sexual com dois rapazes na casa de um deles. Depois de alguns meses, a surpresa : o ménage à trois foi filmado e divulgado para outros rapazes. Segunda a moça, tudo  foi sem seu consentimento. Os rapazes alegaram que a gravação teve intuito de "provarem a outros dois amigos a existência do fato". O resultado não foi muito prazeroso: os dois foram condenados, pelo TJ/MG,  em 1ª instância a indenizar a garota em R$ 50 mil.

Música no Palácio


O Centro Cultural do Poder Judiciário do Estado do Rio de Janeiro dá início, dia 3,  à nova temporada do Música no Palácio. O projeto é uma parceria do CCPJ-Rio com a Escola de Música da UFRJ. As apresentações acontecem todas as terças de abril, às 19h, e têm entrada franca.

Mudança cara


A Universidade Estácio de Sá, Campus Jacarepaguá, pagará indenização de R$ 10 mil, por danos morais, a Marcia Cristina Araújo, por ter alterado o nome do curso que ela estudava de Produção Publicitária-Propaganda e Marketing para Curso Superior de Tecnologia em Produção Publicitária. A formanda alegou que só foi informada da mudança da nomenclatura já no término do curso. A decisão é da 1ª Turma Recursal dos Juizados Especiais do Rio.