quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Inflação

A segunda prévia do Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M), que serve de base para reajuste de contratos de aluguel, registrou queda na taxa de inflação de 1,38% em agosto para 0,84% em setembro. O dado foi divulgado pela Fundação Getulio Vargas (FGV).
O resultado foi influenciado pela redução dos subíndices de Preços ao Produtor Amplo e de Custo da Construção. O Índice de Preços ao Produtor Amplo diminuiu de 1,94% na segunda prévia de agosto para 1,11% na segunda apuração de setembro. O Índice Nacional de Custo da Construção passou de 0,36% para 0,14% no período.

Sobe e desce

O aumento da taxação do aço importado se estimula o consumo do produto nacional, também desestimula as exportações para a siderurgia chinesa. Como as grandes usinas brasileiras são integradas, atuando como siderúrgicas e mineradoras ao mesmo tempo, o efeito da medida revela-se ambíguo, pois ajuda o setor de um lado e atrapalha do outro.

Maré alta

No segmento da construção naval, a navegação – tanto de barcos de apoio como em geral – tem algo a comemorar. A presidenta Dilma Rousseff transformou a MP 563 na Lei nº 12.715, que troca o pagamento de INSS da navegação por 1% sobre o faturamento. Os armadores, claro,  adoraram.

Rio Oil & Gas

A Rio Oil & Gas é um sucesso, mas, como se esperava, provoca polêmicas. Em reação à pressão contra o conteúdo nacional na indústria, o presidente do Sindicato Nacional da Construção Naval (Sinaval), Ariovaldo Rocha, disse  desconhecer que o Governo estaria querendo retornar à política da era FHC, de compra de navios e plataformas no exterior. Ele falou  que o número crescente de empresas estrangeiras que se instalam no Brasil tem levado os produtos nacionais a se tornar cada vez mais competitivos. Lembrou ainda,  a entrada dos motores Daihatsu no Rio, a parceria do estaleiro chinês Cosco com a empresa de construção naval gaúcha RG e do estaleiro pernambucano EAS com a japonesa Ishikawajima. Para  Rocha, o benefício dessa política é que os estaleiros geram 62 mil empregos e esse nível, mantido em expansão, elimina o uso de bolsa-família, salário-desemprego e auxílio do INSS.

Bons ventos

O conselho informal que reúne periodicamente as cabeças do grupo político de Aécio Neves voltou a discutir as eleições anteontem, durante encontro em local privado em BH. Foi analisado o quadro nas 50 maiores cidades. E se chegou a uma conclusão:  Embora ninguém esteja soltando fogos, ainda, o grupo vê perspectiva de vitórias em série nas urnas. Participaram da reunião os "conselheiros" Anastasia, Alberto Pinto Coelho, Danilo e Rodrigo de Castro, e Marcus Pestana, além de Aécio, lógico.

Mal estar

Segunda, pela manhã, o senador Pedro Simon(PMDB-RS) deu entrada no pronto-socorro de urgência do Serviço Médico do Senado, com sangramento intestinal. Foi medicado pela diretora do Setor, cardiologista Lêda Maria.Ficou  em repouso durante 2 horas e recebeu alta por volta das 11h10m. Deixou o local andando, sem o paletó, mas com a gravata e a camisa com os punhos dobrados.

Ali Babá

Uma frase que está sendo divulgada pela internet italiana sugere que se vote em Ali Babá, porque os ladrões serão somente 40. Se a moda pega aqui...

O grito

O quadro de Edvard Munch "O Grito", vendido em maio pela Sotheby's por US$ 120 milhões, será exposto no MoMA de Nova York, de 24 de outubro até 29 de abril do próximo ano.

Estado de espírito

Mais de mil britânicos com mais de 50 anos responderam a uma enquete no site Love to Learn, dando sua definição de meia-idade. A maioria disse que essa fase da vida começa aos 55 anos. Dois em cada 10 foram mais românticos ao afirmarem que a meia-idade é "um estado de espírito".

A corrida do ouro

Foi lançado ontem o programa Seleções Públicas da Petrobras. A empresa destinará nos próximos dois anos R$ 102 milhões para projetos ambientais e R$ 145 milhões para projetos sociais.

Herdeiro do trono da Dinamarca esta no Rio

O Windsor Atlântica Hotel hospeda até amanhã Frederik André Henrik Christian, filho mais velho da Rainha Margarida II e herdeiro do trono da Dinamarca. Acompanhado da mulher, Mary Elisabeth, o príncipe chegou esta amanhã e está na suíte presidencial do hotel. Antes da sua partida, a Secretaria de Turismo da Dinamarca vai oferecer um café da manhã para convidados em um dos salões do hotel, com a participação  do chef dinamarquês, Nicolai Tram, que fará demonstração da sua cozinha com utilização de nitrogênio.

Entrevista com Dorys Daher

Em um bate-papo rápido com o Blog, a  arquiteta Dorys Daher,  especializada em arquitetura para ambientes de saúde, falou sobre o dia a dia da profissão, de projetos hospitalares e  de sustentabilidade. Além de  se dedicar aos projetos cotidianos -  está se investindo na arquitetura hoteleira, e acaba  de entregar a novo projeto do Hotel Novo Mundo,  no Rio. Não bastasse tanta correria  ainda encontra tempo para se dedicar a literatura: lançou recentemente o livro Cimento, Batom e Pérolas - Quem Tem Medo de Arquiteto.






Blog - O que você mais gosta na sua profissão?

Dorys - O que mais gosto na arquitetura é o desafio de atender solicitações novas para cada cliente com as mais variadas necessidades. Isso nos faz pesquisar  e aprender com diversidade da vida. Arquitetura é uma profissao muito ampla, precisamos estar atentos a tudo. As diferenças de cada um  com  diferentes formas de viver e de pensar. A tecnonologia que muda com uma velocidade avassaladora e nos faz repensar naquilo que aparentemente estava estabelecido. A inserção fundamental do  design  na arquitetura. A  flexibilidade  de pensamento que a profissão nos exige é simplesmente apaixonante. Alias, o que acontece é isso mesmo, cada projeto que se faz é uma paixão que se encontra, e paixão é muito bom!

Blog - Você segue tendências?

Dorys - 
Sem querer seguimos tendências. Porque trabalhamos com o que existe no mercado e com o que estamos acostumados. Nem por isso deixamos de querer  quebrar  paradigmas porque o arquiteto quer sempre criar e surpreender. É um paradoxo.

Blog - O que te inspira?

Dorys -  O que me inspira é o desejo do cliente de querer fazer e se realizar com o projeto. Gosto de dizer que a nossa criaçao não  existe  sem a participação do cliente.


Blog - O que você acha dos  projetos hospitalares e o que acredita que poderá acrescentar?

Dorys - No passado os projetos hospitalares vinham prontos como uma forma de bolo  e eram distribuidos para cada cidade. Era o local de receber doentes. Hoje os hospitais sao o local de proporcionar a cura. Inúmeros estudos sao feitos paralelamente ao se projetar um hospital, uma clínica ou  um consultório. Alem de todas as questões que devemos considerar ao se fazer um projeto de arquitetura, um projeto para a área de saúde envolve ainda mais cuidado, sao normas que temos que levar em consideração porque os procedimentos que serão efetuados, requerem mais atenção. O espaço de saúde não cura,  mas se for bem projetado certamente ajudará o doente a encontrá-la.


Blog - O que não pode faltar em um projeto de decoração?

Dorys - Se o projeto de decoração for para uma residência, acho que a participação  do cliente tem que ser fundamental. Onde a decoração é feita com objetos pessoais e ou objetos que sejam do agrado do cliente.  Quando a decoraçao é comercial tenho um outro ponto de vista. Acho que não podem faltar objetos que demonstrem modernidade. É o link com a atualidade.

Blog - Como é o seu estilo?

Dorys - Prefiro que outros digam a opiniao sobre mim. Cada olhar é diferente e cada um tem opiniões diferentes sobr mim.  Digo sempre que sou o que os outros acham de mim...
Eu por mim mesma, gosto de tudo que é novo. Formas limpas e contemporâneas.


Blog - Você projeta casas, mas também faz decoração de interiores? Como concebe seus projetos de decoração?

Dorys - Projeto casa e ao mesmo tempo faço o lay out, porque um bom projeto já prevê  a  distribuição dos móveis Um espaço bonito que não cabe nada é porque  não se preocupou com o fluxo e nem com a localização das aberturas,logo nao oferece um melhor aproveitamento do espaço. Daí no meu modo  de ver não é um bom projeto.


Blog - Como é projetar um hotel? Como busca idéia?

Dorys - O hotel por incrível que pareça está contido num projeto hospitalar. O hospitalar tem a mais o centro cirurgico. O hotel tem os serviços gerais, a administração, a recepção, a internação (hotelaria).
Hoje estão todos voltados para terem a concepção de grandes hoteis.

Blog - Relate sua definição de sustentabilidade na arquitetura, e o que acha?

Dorys - A sustentabilidade virou sinônimo de reciclagem. Nem sempre a reciclagem é  sustentavel!
A sustentabilidade tem que visar a economia. Aquilo que não se desperdiça para não faltar. Aquilo se pode auto-sustentar. O ser humano é insustentável. Então dentro da insustentabilidade, ao nascer... Vamos trabalhar para economizar a fonte que é o nosso planeta.
O reuso é bem interessante, porque apenas usa novamente, sem ter que reciclar e gastar energia e ainda emitir Co².
Economizar luz com o uso de lampadas econômicas já faz parte dos nossos projetos há bastante tempo. Devemos tornar o projeto o mais sustentavel possível. Temos muitas maneiras de torná-lo o mais sutentável. Economizando a água da chuva ao fazermos um reservatório para usar água nos jardins. Tratar o esgoto da casa. Usar a energia solar. Usar material  com selo verde. Tratar o lixo da obra pra não impactar no descarte de restos de materiais e tudo aquilo que podemos economizar sem estagnar.
 

Blog - E esses condominios ditos auto-sustentáveis?

Dorys - Os condominios tentam tratar o próprio esgoto. Usar energia solar. Captam água da chuva. Procuram fazer as construções com boa iluminação e ventilação naturais para gastarem menos ar condicionado e deixarem as contruções mais frescas naturalmente.
Algumas ações de reuso. Reciclagem e compostagem de lixo. Empregados que moram perto do trabalho são  boas colaborações para a sustentabilidade, porque evita-se o deslocamento de pessoas, economiza tempo e diminui o gasto de combustível e outras ações que a criatividade humana não para de  inventar.

Blog - E a hotelaria no Brasil para Copa de 2014?

Dorys - Existem várias ações para cobrir a carência de leitos para  a realização da Copa em 2014.
O governo esta sugerindo que as pessoas aluguem cômodos de suas casas para que a hotelaria não falte. Acho estranho convidarmos um hospede e para isto temos que sair de casa para ele entrar. Prefiro que a cidade se capacite para receber bem os hospedes e o Brasil possa utilizar todo este investimento, atraindo turistas de todo o mundo, fazendo juz à hospitalidade dos brasileiros.


Blog - Como é Dorys arquiteta e Dorys escritora??

Dorys - Não me vejo como escritora e sim como arquiteta.
Escrevi o livro Cimento, o Batom e Perolas, Quem Tem Medo de Arquiteto, apenas com o intuito de relatar a minha experiência.  Nao tem nenhum cunho científico ou literário nele.
Assim pretendo escrever mais. Gosto de observar o meu trabalho , a minha experiência com o relacionamento com o cliente, que a meu ver é bastante rica,  e se possível compartilhar com futuros clientes, alunos  e cidadãos que venham precisar da ajuda do profissional de Arquitetura.

Menos, menos

Fátima Bernardes é maravilhosa, um  amor de pessoa.  Mas, é apelação demais. Fazer de Fátima garota propaganda das eleições para tentar-insistir  em melhorar a audiência do programinha dela. Francamente!