sábado, 6 de outubro de 2012

Eu vos declaro "malido" e mulher!

Maurício e Thalita
Enfim o sim. Depois de um relacionamento conturbado durante a  infância, entre planos infalíveis e coelhadas, Mônica e Cebolinha sobem ao altar na edição nº 50 da revista Turma da Mônica Jovem, O casamento do século. O pai da noiva, o cartunista Maurício de Sousa fez as honras do casório nesta sexta-feira, 5, na Fnac Barra, no Barra Shopping. O criador da turminha apresentou a edição e autografou  alguns exemplares. A escritora Thalita Revouças era uma das fãs de Mônica e Cebolinha que fizeram questão de estar na festa. Na noite oficial não faltaram os bem-casados, nem as alianças, levadas pelo pai da noiva.  Foto Rogério Fidalgo

Vale no segundo turno

É fácil explicar e entender porque Lula, Dilma e áulicos petistas fazem das tripas coração para que o candidato fulano ou o candidato beltrano vá para o segundo turno. Porque o jogo é outro. Porque o jogo é mais violento, mais duro. No segundo turno o governo federal usa e abusa do poder econômico, da máquina estatal. A ordem é massacrar, passar o trator em cima dos adversários. Além da dinheirama e promessas mirabolantes para possíveis e novos aliados, os candidatos do governo geralmente fazem o diabo para conquistar novos eleitores. No segundo turno do presidencialismo safado e viciado brasileiro, os que querem ganhar a qualquer custo e preço, mandam os escrúpulos para o inferno. Candidatos adversários do governo federal, sobretudo nas cidades onde Lula e Dilma não querem perder de jeito nenhum(Freud talvez explique ) também já começam a sofrer perseguições da justiça eleitoral. É o fim. É um escárnio que precisa ser denunciado e repelido energicamente. Que o governo procure eleger seus candidatos jogando limpo, com isenção. Jamais valendo-se de instrumentos poderosos que existem para servir a coletividade e não a grupelhos  encastelados no poder.  Olho vivo.