segunda-feira, 26 de novembro de 2012

Joelmir Beting sofre AVC e está na UTI

O jornalista da Rádio e TV Bandeirantes (ex-Rede Globo) está internado em  estado grave na Unidade de Terapia Intensiva do Hospital Albert Einstein, em São Paulo. Uma tomografia detectou a ocorrência de AVC hemorrágico. Joelmir tratava no Einstein de uma doença autoimune nos rins. De acordo com Mauro Beting, filho do paciente, a expectativa era de que o jornalista, de 75 anos, voltasse a trabalhar em alguns meses, mesmo dialisado. Mauro considera a saúde do pai bem delicada.

Por Rogério Tadeu/SP

 

Página virada

Alguns analistas mostram-se desapontados porque a CBF demitiu o técnico   Mano Menezes. Outros tantos gostaram da decisão e aplaudiram. É do jogo. A CBF é responsável pela seleção brasileira. Nas vitórias e nas derrotas. Mano Menezes é, portanto, página virada. Bobagem ainda gastar espaço e tempo com ele. Fico horrorizado quando leio noticias  afirmando que um técnico estrangeiro deve ser o novo técnico da seleção. Colossal manifestação de colonialismo e desrespeito aos excelentes treinadores brasileiros. Parte da midia adora fazer tempestade em copo d'água. Não ajuda em nada para o sucesso da seleção. Creio que da mesma forma que agiu rápido para demitir Mano Menezes, a CBF deveria anunciar logo o nome do novo treinador. Acabaria com o dilúvio de especulações, maledicências, insinuações e agressões que tomou conta do noticiário depois da demissão de Mano Menezes. A mais melancólica das torpezas é insultar a CBF e o presidente  José Maria Marin. A maioria dos açodados criticos de Marin  seguramente torce pelo sucesso da seleção. Mas duvido que os algozes de plantão de Marin sejam mais vigilantes, preocupados, responsáveis e entendam mais de futebol do que o presidente da CBF. Muita atenção, porque em casa dividida, todos brigam e ninguém ganha nada. É o lema daqueles que torcem contro o sucesso da seleção e querem ver o circo pegar fogo.

Nova obra

Roberto Saturnino Braga lança quinta-feira, na Livraria Saraiva do Rio Sul, o livro Ética e Política. Durante o lançamento haverá um debate sobre o tema do livro, com o jornalista Maurício Dias da Carta Capital, e o editor da Contraponto, editora do livro,  César Benjamim.
 

50 anos depois...

A fita de audição dos Beatles rejeitada por um executivo de uma gravadora, ressurgiu e será leiloada em Londres. A casa de leilões Ted Owen da Fame Bureau revelou  que a fita com 10 músicas foi gravada no dia de Ano Novo, em 1962, nos estúdios da Decca, em Londres.

Pontapé inicial

Durante  encontro nesta terça-feira,. 27, no Rio, entre os atletas do Time Nissan e o CEO do grupo Renault-Nissan, o brasileiro Carlos Ghosn, o executivo receberá uma bandeira autografada pelas estrelas olímpicas e paralímpicas. É o primeiro passo da relação que se estenderá até 2016.

Difícil de acreditar

Segundo o Provar, programa da Fundação Instituto de Administração do Varejo, os preços no comércio eletrônico tiveram queda de 2% em outubro.

Novos radialistas

O diretor executivo do Comitê Olímpico Internacional (COI),  Gilbert Felli, visitou a rádio comunitária Estilo Livre FM,  no Morro do Vidigal, zona sul do Rio. O suíço conheceu o projeto, desenvolvido pela ONG Jequitibá em parceria com a UPP Social, que capacitará em radiojornalismo, até 2016, 80 moradores que trabalham em 20 rádios de favelas pacificadas.

Soja limpa

O país está agregando valor à produção agrícola com um velho conhecido dos produtores brasileiros: a soja convencional. Com a adoção da transgenia pelos concorrentes no mercado internacional, como Estados Unidos e Argentina, o Brasil é o único país do mundo apto a produzir e oferecer esse produto, mais valorizado pelos consumidores europeus, asiáticos e da Oceania. Segundo  César Borges de Souza, presidente da Associação Brasileira dos Produtores de Grãos Não-Geneticamente Modificados (Abrange),  que  vai mostrar que os consumidores atualmente querem dos alimentos a garantia de qualidade e a certificação de que não são transgênicos. Defensor do programa "Soja Livre", Souza afirma que: "O produtor agrícola chegou, na última safra, a receber um ágio de até três reais por saca, por plantar soja convencional, com alto desempenho".

Falta dindin

A redução de US$ 2,4 bilhões no Minas-Rio vai provocar mais atrasos no projeto de mineração, que deverá ser feito  a passos bem lentos. O negócio vem perdendo espaço e prioridade na carteira da AngloAmerican. A mineradora concluiu que o projeto não tem como dar retorno satisfatório aos custos atuais, elevados por problemas ambientais e de gestão.