terça-feira, 4 de dezembro de 2012

Ano Novo, novos voos

Dilma Rousseff já encerrou boa parte da agenda de viagens para 2013. Em janeiro, deve ir a Austrália, Coreia do Sul, Indonésia e Japão. Em fevereiro, vai à Guiné Equatorial para a Cúpula América do Sul-África.  E  em março, visita a África do Sul, para a Cúpula dos Brics.

De pescador de almas para pescador de peixes

Corre nos bastidores do Ministério da Pesca, que o ministro, senador e bispo licenciado da Igreja Universal,  Marcelo Crivella,  tomou gosto pela atividade da pasta. Ele que assumiu recentemente  que não sabia nem preparar uma isca,  agora aproveita o momentos de folga para pescar.   Já tem gente dizendo que as iscas usadas pelo ministros são, na verdade, as  minhocas da cabeça que acabam  no anzol. Gente maldosa!

País rico é assim

Falamos em uma nota hoje sobre as dificuldades financeiras que o mundo começa a sofrer. Mesmo  assim o  Senado Federal comprou 1,5 mil microcomputadores, ao custo de R$ 4,3 milhões  - R$ 2,9 mil por equipamento. Segundo o Contas Abertas, outros R$ 127,9 mil devem ser somados ao preço dos "presentes", já que cada micro deverá contar com um estabilizador de tensão próprio  - cada um custa R$ 85,25. É uma vergonha!

É ou não é o fim do mundo?

O mundo pode até não acabar no dia 21, mas uma coisa parace certa: dias nada fáceis estão próximos. A economia esta completamente  desorganizada na Argentina, terceiro parceiro comercial do Brasil. Na Europa, a crise financeira cresce com as dificuldades da França. Os Estados Unidos continuam presos  a déficits gigantescos. A China parece engessada e incapaz de mudar um modelo que dá sinais de esgotamento, enquanto a tensão aumenta no Oriente Médio. O ano de 2012 está chegando ao fim  com o PIB brasileiro abaixo de 1% e a conta da balança comercial de novembro fechando negativa, o pior resultado em 12 anos.

O fim do mundo adiado

Depois de  receber uma quantidade absurda  de cartas de pessoas seriamente preocupadas com teorias que preveem o fim do mundo no próximo dia 21, a Nasa resolveu desmentir tais rumores na internet. Em seu site, a agência espacial americana diz: "Não há base para essas afirmações".

Aumento da gasolina é dado como certo

O aumento do preço da gasolina já é dado como certo nos bastidores do Planalto.  O percentual definido seria de 10% nas tarifas cobradas na bomba dos postos. E aconteceria no início de 2013, em janeiro ou fevereiro. Para a Petrobras, o reajuste seria na casa dos  15%, para aliviar a empresa  que hoje está vendendo no mercado doméstico gasolina a valores abaixo do preço internacional. Vale lembrar que o produto importado para completar a produção nacional é insuficiente com a expansão do consumo interno. A dúvida é: como  o governo fará para evitar que um terço do aumento de preços para a Petrobras seja repassado ao consumidor final. Seria com corte de impostos?