quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Escoteiros

Os Escoteiros do Rio de Janeiro irão guiar os peregrinos pelas famosas trilhas da cidade durante a Jornada Mundial da Juventude. Além de admirarem as belas paisagens, os grupos terão momentos de oração e visitas a capelas e igrejas ao longo dos percursos. O primeiro evento acontece neste sábado, com os escoteiros se dividindo na limpeza de nove trilhas. O dia termina com missa celebrada pelo arcebispo Dom Orani Tempesta, na igreja da Candelária.

Depois do Funk, a vez do Gospel

A ex-canora de Funk, Perlla fez nesta quinta-feira, 28,  uma coletiva de imprensa para lançar  seu novo CD, agora no segmento Gospel. Ao lado do marido e produtor Cassio Castilhol, a cantora exibia a barriga de sua segunda gravidez - ela é mãe de Pérola, de 1 ano, e agora espera Pietra.
Foto Rogério Fidalgo

Ciclos de conferências

A Academia Brasileira de Letras  abre sua série de ciclos de conferências de 2013 com o tema Existência e Alternativas: um olhar sobre Kierkegaard, coordenado pelo Acadêmico Marco Lucchesi. Serão quatro palestras no mês de março, e a primeira delas, denominada Kierkegaard, a reconstrução da existência, terá como conferencista o imortal  Eduardo Portella. O evento acontece dia 5, na sede da Academia. Entrada franca.

Gesto nobre

Bibi Ferreira doará todo o acervo de sua biblioteca sobre teatro à Escola Martins Pena, ligada à Faetec. O anúncio foi feito durante a cerimônia em que foi homenageada na abertura das atividades pedagógicas da unidade, onde o pai dela, Procópio Ferreira, ingressou em 1913.

Navegar é preciso

A família Schurmann - que já velejou ao redor do mundo -  sairá em nova expedição, desta vez, a rota será pelos mares do Oriente, caminho que não é refeito por grandes equipes desde o século XV.A embarcação  promete ser  toda sustentável, com placas solares. A viagem será filmada em HD e o material  transformado em documentário para uma série de TV que será exibida no Brasil e no exterior.

Estandarte de Ouro 2013

Martinho e Quitéria
A atriz Alexandra Richter e o locutor da Rádio Globo, Antonio Carlos, foram os apresentadores da festa de entrega do  Estandarte de Ouro 2013.  Participaram da festa na noite desta terça-feira, no Rio, dirigentes de escolas de samba, o presidente da Liesa, Jorge Castanheiras e diversos artistas. Martinho da Vila chegou acompanhado de Quitéria Chagas, rainha de bateria da Império Serrano.
Fotos  Rogerio Fidalgo

Laranjas

Foi desencadeada nesta manhã Operação Conjunta denominada SUDESTE S/A. Esta operação conta com a participação da Polícia Civil, da Secretaria de Estado de Fazenda e do Ministério Público Estadual e investiga “empresas de fachada”. A operação está sendo realizada simultaneamente em algumas regiões do Estado do Rio de Janeiro e nos Estados de SP, ES e MG.
A operação conta com 102 policiais e 20 Auditores Fiscais. Estão sendo cumpridos 25 mandados de Prisão e 28 de busca e apreensão.  As investigações iniciaram-se há 08 meses e foram identificadas 14 empresas que movimentaram em conjunto um total de R$ 1,1 bilhão em mercadorias, com um prejuízo aos cofres públicos estimado de R$ 80 milhões de reais. Durante as investigações, policiais do Setor de Inteligência da Delegacia de Polícia Fazendária monitoraram a quadrilha para identificar as atividades e os chefes. Dois funcionários da Secretaria de Estado de Fazenda e um servidor da Prefeitura Municipal de Duque de Caxias estão envolvidos nas fraudes. Os três tiveram a prisão temporária decretada.
Além disso, o Ministério Público Estadual, através da Coordenadoria de Combate à Sonegação Fiscal (COESF) também requereu a prisão temporária de mais 22 pessoas envolvidas na fraude.
O esquema investigado é uma sofisticada evolução das antigas “notas fiscais frias”. A quadrilha abre empresas de fachada, em salas ou boxes, mantendo apenas a estrutura mínima que proporcione uma aparência de legalidade (uma mesa, um computador e um funcionário) e que permita emissão de notas fiscais para acobertar as operações do esquema.
A quadrilha operava em diversos segmentos como venda de cerveja, móveis, comércio atacadista de embalagens, comércio atacadista de cosméticos e produtos de perfumaria, etc. fazendo com que os impostos recaíssem sobre empresas constituídas em nomes de laranjas que eram abandonadas após algum tempo de atividade, sem pagar os impostos.
A operação desta quinta-feira, 28, irá coletar mais provas para que os impostos sonegados sejam cobrados dos empresários que se beneficiaram do esquema, bem como identificar outras pessoas que tinham ciência do esquema e foram coniventes, ou mesmo tenham se omitido. Serão investigados os funcionários de cartório que autenticaram assinaturas dos “laranjas”, contadores e os gerentes de bancos onde as empresas mantinham contas com valores expressivos sem que a empresa tivesse estrutura para tais vendas.
Há em curso outras investigações sobre fraudes semelhantes.