quinta-feira, 4 de julho de 2013

Patricia Pillar é a grande homenageada do Femina 2013

Patricia Pillar será a grande homenageada da 10ª edição do Festival Internacional de Cinema Feminino (Femina), que acontece entre os dias 16 e 28. A atriz foi escolhida pela versatilidade, já que, no cinema, atuou como atriz e diretora. Em 2006, Patrícia protagonizou Zuzu Angel, um grande personagem feminino da história da ditadura militar brasileira, estilista e mãe de um militante da MR-8. Já em 2007, veio a estreia atrás das câmeras. Ela dirigiu o documentário Waldick - Sempre no meu coração, que conta a amarga e solitária vida do ícone da música brega, morto no ano seguinte. A cerimônia de homenagem será no dia 21, na Caixa Cultural. Na ocasião, será exibido o filme Waldick - Sempre no meu coração. A cada ano o festival elege um grande nome feminino do cinema para receber as honras. Já foram escolhidas Zezé Mota e Betty Faria, as diretoras Carla Camurati, Tizuka Yamasaki, entre outras.

Novos nomes dão o tom do cenário musical

Dois anos após o lançamento do primeiro  CD Outros Ares, o cantor e compositor Thiago Varzé volta a agitar o cenário musical brasileiro com  novo trabalho, Tempo de Ser, que traz 11 faixas inéditas e novas parcerias nas composições. O disco - que segundo o próprio artista é mais pop, com uma estética mais noturna e urbana - conta com a participação especial de Pedro Mariano e produção do também músico, Marcelo Mariano.  Em meio ao movimento das Manifestações que tomam conta do país, a canção  A Voz do Brasil,  traz a crítica social, com tom de protesto. "A Voz Do Brasil coloca o dedo na  ferida", diz Pedro Mariano, revelando as contradições do país, suas distorções  de valores e a discrepância entre as classes sociais e a corrupção.

João de Deus

João Paulo II ganhou a mídia novamente esta semana com a comprovação pela igreja católica de mais um  milagre seu. Logo, logo  o Papa mais popular da história deverá tronar-se santo. Ainda sobre  João de Deus, os fiéis que forem à missa das 10h30, do Santuário da Medalha Milagrosa, na Tijuca,  no próximo  domingo, poderão ver  a relíquia do sangue do pontífice. Depois da missa, ficará no altar o evangeliário de bronze que contém  a peça com as gotas de sangue, para que cada um dos fieis possa venerá-lo.