quinta-feira, 10 de outubro de 2013

Na era digital...

O uso de papel termossensível nos comprovantes dos bancos – aqueles coloridos e de vida útil curta, que apagam em pouco tempo – será reduzido no estado. A Alerj aprovou nesta quinta-feira,10, em discussão única, o projeto de lei 2.017/13, que obriga instituições financeiras a autenticar eletronicamente os boletos e faturas de pagamento.
A regra vale para os comprovantes fornecidos em pagamentos online, atendimentos presenciais e nos caixas – excluindo os recibos emitidos pelos caixas eletrônicos. Ainda assim, o autor da proposta, deputado Dionísio Lins (PP) acredita que a medida representará uma grande vantagem para os correntistas do estado. 
O texto seguirá para sanção do governador Sérgio Cabral, que terá 15 dias úteis para se manifestar. Transformada em lei, a proposta dará o prazo de 120 dias para adequação dos serviços. Casos de descumprimento serão punidos com o que prevê a Lei de Defesa do Consumidor, que traz penalidades que vão de multas à imposição de contrapropaganda. Será mesmo?

Norma Bengell deixou pronto um livro de memórias

A atriz e cineasta Norma Bengell, que morreu na madrugada de quarta-feira aos 78 anos, deixou pronto um livro de memórias. A obra, que está em fase de revisão, será lançada pela nVersos Editora em março de 2014, como havia sido previamente acordado com a musa do cinema brasileiro.

O livro de memórias começou a ser planejado por Norma ainda na década de 80. Na publicação, a atriz costura seus diários de anotações feitos ao longo de sua vida e complementa com informações marcantes que recordava.

Durante as reuniões com a equipe da editora, a atriz frisava que, no livro, estariam todas as verdades sobre sua história e os seus momentos de glória no cinema mundial.  "Norma contava que queria revelar a sua versão dos fatos que marcaram sua vida e deixou claro para nós que o nome real de cada personagem deveria estar no livro", conta o assistente editorial da nVersos, Guilherme Udo.

Segundo Guilherme, Norma analisou e deu palpite em todas as fotos que iriam compor o livro. "Apesar de ser vaidosa, ela queria se mostrar como era e sempre deu preferência para fotos sem maquiagem pesada e nas quais não estivesse como personagem", revela. Pouco antes de ser internada, Norma escolheu ainda a foto que ilustra a capa da obra.

Coquetel abre Casa Cor 2013

Carlos Fernando de Carvalho,  presidente da Carvalho Hosken,  recebeu arquitetos e designers  com um coquetel nesta quarta-feira, 9, para celebrar a 23ª edição da Casa Cor, que acontecerá  na Península, na Barra.  Drinks e  quitutes ficaram por conta  da chef Laura Pederneiras e a organização feita  por Patrícia Hall e Eva Taquechel. Fotos Geraldo Valadares

Powered by Cincopa

Ziraldo é internado na Alemanha

O cartunista Ziraldo passou mal na manhã de hoje,  durante participação na Feira de Frankfurt.
Ele sentiu um desconforto e foi atendido em um posto médico do próprio evento e de lá hospitalizado. A palestra que faria na tarde de hoje, no evento,  foi cancelada.

Nilo Figueiredo é expulso da Portela

Serginho Procópio, presidente da Portela, assinou a expulsão, do quadro social da azul e branco, do ex-presidente Nilo Figueiredo, do ex-vice, Nilinho - filho do ex-dirigente -, da ex-primeira-dama Valdirene Carvalho e de outros 16 sócios que integravam os conselhos deliberativo e fiscal da administração derrotada na eleição de maio deste ano.
A exclusão foi baseada no artigo do estatuto que prevê com punição, por ato ou omissão, sócios que tenham contribuído para dar prejuízos à escola. Os excluídos podem apresentar defesa ao Conselho Deliberativo até o próximo dia 22.
Nilo, que assumiu o comando da agremiação em 2004, deixou a Portela com dívidas de mais de R$ 10 milhões, entre Cedae, Light, IPTU, INSS, FGTS, atraso de salários de funcionários e débitos com fornecedores. A escola já negociou o parcelamento dos débitos com a maior parte dos credores.