sexta-feira, 22 de novembro de 2013

Nada mudou

Os pivetes que continuam roubando, dia e noite, no centro do Rio de Janeiro encontraram uma nova forma de atuar. O sinal fecha, os ônibus param, eles andam rapidamente em volta do veículo para ver possíveis vítimas. Em seguida se abaixam colados ao ônibus de maneira que o passageiro não os veja. Quando o sinal abre, rapidamente saltam, roubam o individuo e vão embora. O coletivo sai com a vítima, normalmente, gritando da janela, “pega ladrão!”. Enquanto isso a prefeitura e o governo estadual disponibilizam dois guardas Municipal e um policial militar para andar pelo centro da cidade, em busca daqueles que jogam guimba de cigarro no chão, para serem multados. Nada contra a transformar a educação do povo, mas de que adiantará uma cidade limpa, cheia de turistas e tomada por ladrões?