terça-feira, 10 de dezembro de 2013

Só para os íntimos

 Leco Biagioni e Manu Maya
O decorador  Leco Biagioni festejou  nova idade no último domingo,  fechando, só para os amigos íntimos, a boate Nuth, na Barra da Tijuca. A Banda Eva, comandada pelo vocalista  Felipe Pezzoni, fez a festa e  não deixou ninguém parado cantando os maiores sucessos da banda que completou  28 anos de estrada. Na canja, Felipe recebeu a bela, Vina Calmon,  nova contratada da Banda Cheiro de Amor. A pernambucana de 26 anos e baiana de coração, que canta  profissionalmente desde os 16, vai fazer parte do time do Cheiro de Amor a partir da Quarta-Feira de Cinzas, substituindo Alinne Rosa. Foto Ari Kaye

Nélida Piñon é a primeira mulher a receber o Prêmio Cátedra Enrique Iglesias de Cultura e Desenvolvimento

A Acadêmica Nélida Piñon, ocupante da Cadeira nº 30 da Academia Brasileira de Letras, recebeu, na quinta-feira, dia 5, em Washington, o Prêmio Cátedra Enrique Iglesias de Cultura e Desenvolvimento, outorgado pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e considerado a mais alta distinção da organização no âmbito cultural. Na oportunidade, afirmou que “a fusão étnica ocorrida na América, independentemente de raças, fez florescer os signos de uma cultura oriunda das fundações míticas dos ameríndios, das utopias expansionistas europeias, dos embates ocorridos entre as expressões autóctones e estrangeiras”.
A escritora reconheceu na cultura “a maravilhosa” qualidade de poder impregnar-se, através dela, “de tudo o que é humano”, mas acredita que a sociedade atual está “regida por preconceitos” que limitam a capacidade de observação. Nélida Piñon é o primeiro escritor de língua portuguesa e a primeira mulher a receber o prêmio. A Acadêmica começou seu discurso de agradecimento, elogiando o ecumenismo linguístico do Brasil, refletido na figura do jesuíta José de Anchieta, que chegou ao Brasil em 1549 e se converteu no primeiro escritor brasileiro e autor da primeira gramática guarani. “Lançou as bases do ecumenismo ao anunciar a futura propensão sincrética do povo brasileiro”.

O rei das selvas está de volta! José Loreto e Débora Nascimento dublam Tarzan

 Um dos personagens mais conhecidos do mundo da literatura, Tarzan, ganhará uma nova e selvagem adaptação de suas aventuras, criada por Edgar Rice Burroughs (1875-1950). A produção desta moderna animação, que utiliza tecnologia capaz de captar os movimentos dos atores e transformar em um espetacular 3D.
Dublado por José Loreto (como Tarzan) e Débora Nascimento (como Jane), Tarzan tem o roteiro assinado por Reinhard Klooss (Animais Unidos Jamais Serão Vencidos), Jessica Postigo e Yoni Brenner (A Era do Gelo 3), enquanto a direção fica a cargo do próprio Reinhard Klooss, que ainda assume a produção ao lado de Robert Kulzer (franquia Resident Evil). Já a produção executiva é de Martin Moszkowicz (Deus da Carnificina).