segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

Bate-papo exclusivo com a cantora Lucy Alves



Apontada  pela revista Veja com a herdeira musical de sanfoneiros Dominguinhos e Luiz Gonzaga, a jovem e talentosa Lucy Alves teve um ano cheio de compromissos e  novas experiências. Recém-chegada do Brazilian Day, em Nova Iorque,  e da brilhante participação no Festival Villa-Lobos, ela conversou com o JP Revistas e contou como tudo começou ainda na Paraíba, das referências musicais, do encontro com Alceu Valença, da nova vida no Rio de Janeiro, do DVD que vem por aí e, claro, da participação no The Voice Brasil
 
"Alceu Valença é uma escola em forma de pessoa"


JP - Fale um pouquinho de como você descobriu essa veia artística.

Lucy Alves - ESSA VEIA ARTÍSTICA EU NÃO DESCOBRI, ELA VEIO GENETICAMENTE DO MEU BISAVÔ, QUE ERA MÚSICO DE "FOLE DE oito BAIXO", ATRAVÉS DE MEU PAI, QUE TAMBEM É MÚSICO VIOLONISTA. ENTAO, DESDE MEUS QUATRO ANOS DE IDADE ESTOU NESTA "TRILHA MUSICAL”.

JP - No inicio, ainda em João Pessoa, você imagina tudo isso que esta acontecendo em sua vida profissional?

Lucy Alves - DESDE 2001 QUE ATUO PROFISSONALMENTE NA MÚSICA. TODA A MINHA VIDA ME PREPAREI PARA ESTE MOMENTO, QUE SEMPRE ESPEREI E SABIA QUE ALGUM DIA TERIA A OPORTUNIDADE QUE PROCUREI CONSEGUIR.

JP - Quais são suas referências musicais? 

Lucy Alves - LUIZ GONZAGA, DOMINGUINHOS, JACKSON DO PANDEIRO, MARIA BETÂNIA, ELIS REGINA, MARISA MONTE, GILBERTO GIL, ENTRE OUTROS E OUTRAS.

JP - O programa The Voice foi muito importante para sua carreira, sem duvida, mas inúmeras pessoas talentosas, por vezes até vencedores do programa, não atingem o sucesso. Qual seu diferencial, ou melhor, quais os outros fatores que somados ao seu grande talento lhe auxiliaram para você brilhar desta forma? 

Lucy Alves - COMO MENCIONEI ANTERIORMENTE, EU ME PREPAREI EM TODOS O SENTIDOS PARA ESTE MOMENTO, TANTO PESSOALMENTE COMO ARTISTICAMENTE. ACREDITO QUE O SUCESSO SÓLIDO, CONTÍNUO, CRESCENTE, DURADOURO ESTÁ LIGADO DIRETAMENTE À ESSÊNCIA DE QUEM TEM AS OPORTUNIDADES: ESTRUTURA, PERSISTÊNCIA, HUMILDADE, CAPACIDADE DE ENXERGAR OS CAMINHOS QUE SE ABREM DA MELHOR FORMA POSSIVEL.

JP - Como foi o encontro com Alceu? O que você tem aprendido com ele? 

Lucy Alves - ALCEU É UMA ESCOLA EM FORMA DE PESSOA, COM SUA GENIALIDADE E AFETO HUMANO MUITO PECULIAR. TIVEMOS UM ENCONTRO CASUAL NUM EVENTO EM RECIFE, ELA JÁ CONHECIA MEU TRABALHO NO GRUPO MUSICAL DE MINHA FAMILIA, O CLÃ BRASIL, E DAI EM DIANTE AS COISAS BOAS FORAM ACONTECENDO.



JP - Como será o DVD? Alguma surpresa?

Lucy Alves - O DVD TRARÁ MUITAS SURPRESAS, SERÁ UMA OPORTUNIDADE DE MOSTRAR O APROFUNDAMENTO DE MEU LADO ARTÍSTICO ALÉM DO THE VOICE BRASIL.

JP - Você acaba de mudar-se para o Rio, o que mais a atrai neste cidade?

Lucy Alves - O RIO É ATRAENTE EM QUASE TUDO, A BELEZA NATURAL DA CIDADE E, SOBRETUDO, AS OPORTUNIDADES DE RELACIONAMENTOS PROFISSIONAIS COM MÚSICOS, EMPRESÁRIOS, IMPRENSA, TÁ TUDO ALI, PERTINHO E AS COISAS BOAS VÃO ACONTECENDO.

JP - O que espera da participação no Festival Villa-Lobos? Alguma coisa preparada especialmente para a noite?

Lucy Alves - O FESTIVAL FOI MARAVILHOSO, UM VERDADEIRO ENCONTRO MUSICAL DE ALTISSIMO NIVEL.

JP - E a participação no Brazilian Day? Como será? Você já fez algo fora do Brasil? Dá aquele frio na barriga?

Lucy Alves - JÁ FIZ SHOW NA ITÁLIA, ALEMANHA, PORTUGAL, ESTONIA, FRANÇA, USA. SEMPRE NOS VEM UMA EMOÇÃO TRADUZIDA NO FAMOSO "FRIO NA BARRIGA". 

JP - Fim de ano chegando, um ano pra lá de especial em sua vida. Você é supersticiosa? Faz alguma simpatia, reza ou qualquer outra coisa na virada do ano? Onde será seu Natal e Réveillon?

Lucy Alves - FIM DE ANO CHEGANDO E A COISA MAIS IMPORTANTE QUE ANDO FAZENDO É AGRADECER A DEUS E A TODOS PELAS OPORTUNIDADES PROFISSIONAIS QUE TENHO RECEBIDO. NATAL SERÁ NO RIO TRABALHANDO E RÉVEILLON POSSIVELMENTE NO EXTERIOR.