quinta-feira, 19 de março de 2015

Vernissage

O artista plástico Paiva Brasil fez vernissage nesta quarta-feira, 18, da mostra “Tangentes”. Com curadoria do colecionador Luiz Chrysostomo de Oliveira Filho, a mostra, em carta na Galeria Mercedes Viegas,  é constituída de 12 quadros-objeto, recentes e inéditos, realizados em módulos de madeira, revestidos de tela e tinta acrílica. Fotos Marco Rodrigues




...

Bernardo Vilhena compila 40 anos de poesia em volume inédito

Bernardo Vilhena e Carlos Vergara
Bernardo Vilhena lançou, nesta quarta-feira, 18, em Ipanema, o livro Vida Bandida e Outras Vidas. Na obra ele reúne poesias escritas ao longo de 40 anos de trabalho Com textos introdutórios assinados pelo historiador Frederico Coelho e pelo poeta Afonso Henriques Neto, a obra inclui 7 livros Agora, Prazer & compulsão, El tiempo de todos los tiempos, Balada para Carolina, Contemplação, Atualidades atlânticas, O rapto da vida e alguns poemas esparsos publicados na seção Artimanhas almanaques e super OITO, que abordam temas como memória, delírio e a própria criação poética. Fotos Cristina Granato

Ivete Sangalo agita Portugal

Ruben Mifsud, Ivete e Suzana Martins
Ruben Mifsud e Júlio César
Em comemoração aos 20 anos de carreira,  Ivete Sangalo - que não
renovou contrato com a Globo -  fez anteontem,  um show exclusivo para convidados e funcionários do no luxuoso Corinthia Hotel Lisbon, na capital portuguesa.

"Receber a Ivete Sangalo para um concerto exclusivo foi uma honra para o Corinthia Hotel Lisbon"”, disse Reuben Mifsud, diretor geral do hotel.

No Sete Colinas, um dos quatro restaurantes do Hotel, Ivete Sangalo cantou algumas de suas canções mais famosas, como a “Acelera aê”, “Eva”, “Beleza Rara” e “Se Eu Não Te Amasse Tanto Assim”. E ainda aderiu aos selfies dos fãs. Um dos convidados era o goleiro da seleção brasileira Júlio César, atualmente jogador do Sport Lisboa e Benfica.

Premiado texto argentino é encenado pela primeira vez no Rio de Janeiro

O metalúrgico Tuco, pouco antes de sua aposentadoria, abandona o trabalho para viver seu grande sonho: tornar-se cantor. Ridicularizado pelos amigos e pressionado pela família, Tuco se tranca em um porão. Nesse refúgio ele ensaia sozinho enquanto aguarda a chegada dos violões, o acompanhamento prometido por um conhecido. Mas quem bate à porta é Sebastian, um velho amigo cuja missão é trazê-lo de volta à razão. Essa é a trama que Carlos Gorostiza usa para criar a história sobre amizade mais famosa da dramaturgia moderna argentina. O Acompanhamento tem a direção de Daniel Archangelo, e reune no palco  Wilmar Amaral  e Roberto Frota. O espetáculo estreia,no dia 9 de Abril, no Teatro Eva Herz  da Livraria Cultura Vitória, no Centro do Rio.