quarta-feira, 25 de março de 2015

Malha Atlântica

A partir de domingo,  dia 29,   estará aberta ao público a obra Malha Atlântica do artista Ricardo Ventura. O projeto inaugura a programação 2015 de instalações temporárias de arte do Museu de Açude, no Alto da Boa Vista,  que associa arte contemporânea ao meio ambiente. Ricardo pendurou 60 ânforas em arvores localizadas em uma clareira natural. Suspensas por fios de aço, os objetos produzem uma espécie de jogo mágico com os raios de luz do sol, vento e o movimento dos galhos, e, em particular com o balanço de seu suporte, os palmitos-juçara (euterpe edulis). Utensílio que nos evoca uma ancestralidade mitológica, as ânforas, dialogam com a atmosfera de fantasia invocada pelos elementos artísticos que integram o conjunto do Museu: jardins ornados com imagens de deuses gregos, azulejaria barroca e neoclássica, chafarizes, fontes, lagos e canteiros.

João Donato & Chuco Valdes

João Donato  recebeu nesta terça-feira, 24, em sua casa na Urca, Rio, Chuco Valdes, Marcos Valle, Tetê Moraes e Marina de la Riva. O motivo do encontro foi o ensaio para o show que farão dia 29, na  Sala Cecília Meirelles. Fotos Cristina Granato

Ouro negro

Na tarde desta terça-feira, 24, em um get together com vista para Lagoa Rodrigo de Freitas, Jane Rose Klarnet e Roberta Limmer brindaram a nova coleção de jóias JR&R Design que promete elevar às temperaturas desse inverno. O ouro negro é o protagonista da vez e promete tirar o porta jóias do lugar comum nessa temporada.  Contemporâneo e sofisticado ele se mistura a brilhantes negros e ao hipnotizante ônix em preciosas peças all black como os colares que trazem Budas esculpidos na própria pedra, que já são considerados os queridinhos da coleção. Fotos Vera Donato
<

Cores, luz, projeção, sombras, transparência: obra is situ e situadas

Depois de 14 anos, o  artista francês Daniel Buren volta a apresentar individual no Rio de Janeiro com instalação especialmente criada para a  Galeria Nara Roesler de Ipanema. Conhecido no mundo todo por suas intervenções públicas com listras brancas e coloridas, sua marca registrada, o icônico artista conceitual foi exibido pontualmente no Brasil - na Bienal de São Paulo em 1983 e 1985 e no Centro Municipal de Arte Hélio Oiticica em 2001.
Agora, além de criar uma instalação inédita nos moldes de seus trabalhos mais recentes, Buren  utiliza a claraboia do corredor para criar seus jogos cromoluminosos, em que o espectador vê sua percepção cotidiana ser alterada para uma nova ordem, que remete ao lúdico. A noite de abertura, nesta terça-feira, 24,  contou com a presença de admiradores e amigos que foram conferir suas novidades.
Fotos Marco Rodrigues 

Prêmio Camélia da Liberdade

Marquinhos de Oswaldo Cruz, com participação da Velha Guarda Mangueira e Jongo da Serrinha fazem o show hoje a noite, durante a premiação da  8ª edição do Prêmio Camélia da Liberdade, no Vivo Rio.   O Prêmio é dividido em 5 categorias: Personalidades, Instituições de Ensino Poder Público, Veículos de Comunicação e Empresas.

Antonio Villeroy esta de volta ao Rio

Depois de se apresentar em várias  cidades brasileiras, Antonio Villeroy esta de volta  ao palco da Miranda, no Rio, nesta quinta-feira, 26, com o show Samboleria.A apresentação  também contará com a participação especial de Jesse Harris, cantor norte americano, autor de sucessos como Don’t  know why, que lançou a cantora Norah Jones. Jesse e Antonio são parceiros em diversas canções e deverão fazer duo em duas dessas parcerias.
Aliás, Villeroy é um dos autores brasileiros mais gravados na atualidade. Depois de Lupicínio Rodrigues é o gaúcho com o maior número de gravações na história da MPB. Além de seus  próprios discos, suas canções podem ser ouvidas nas vozes de artistas como Ana Carolina, Gal Costa, Ivan Lins, Luiza Possi, Maria Bethânia,  Maria Gadu, Mart’nália, Moska, Preta Gil, Seu Jorge, Zizi Possi, John Legend, Chiara Civello, Mario Biondi, Jesse Harris e muitos outros.

Glória Menezes é homenageada no Prêmio APTR 2015

Parcerias e encontros teatrais foram os  temas do 9º Prêmio APTR de Teatro, que aconteceu na noite desta terça-feira, 24, no Imperator.  Glória Menezes foi a grande homenageada da noite  pelos 80 anos de idade e 55 de carreira. “Pensamos numa festa inspirada nas alianças, nas formas com que os trabalhos e criações imprimem e são impressos, no sentido de que é através do casamento, da parceria, das conexões, que se faz teatro de qualidade, e assim se realiza teatro no Rio”, explica César Augusto, diretor do Prêmio de 2015. Ao todo foram 13 categorias. Em cada uma delas, haviam um mínimo de 4 e um máximo de 5 indicados.
Neste ano  a entrega dos prêmios foi feita por “casais profissionais” ou “casais casados”, entre eles: a produtora Norma Thire e o ator Tadeu Aguiar; o iluminador Maneco Quinderé e a atriz Luciana Braga; os atores Guilherme Leme e Vera Holtz; o presidente da APTR Eduardo Barata e a atriz Françoise Forton; Alexandre Borges e Julia Lemmertz, entre outros. A apresentação da festa ficou por conta de  Cláudia Raia e Ney Latorraca.  O  restaurante La Fiorentina ganhou o prêmio na categoria fiéis parceiros,  criada especialmente para homenagear os mais fiéis parceiros do Teatro.
Os vencedores nas categorias de: Autor, Direção, Cenografia, Figurino, Iluminação, Ator em papel protagonista, Atriz em papel protagonista, Ator em papel coadjuvante, Atriz em papel coadjuvante, Música, Produção, Espetáculo e Especial, receberam prêmios de R$ 15 mil. Exceto a categoria “Melhor produção”, R$ 20 mil. Nesta edição a campeã de indicações foi a peça “Samba Futebol Clube”, que apareceu em 6 categorias, seguida por “Beije minha lápide”, com 5 indicações.
Fotos Cristina Granato