quarta-feira, 25 de novembro de 2015

Luto na Portela

Será velado na antiga quadra da Portela, a Portelinha, na Estrada do Portela 446, em Oswaldo Cruz, a partir de 15h, o corpo de Waldir 59, compositor e integrante da Velha Guarda Show da Portela. Seu Waldir, como era chamado carinhosamente pela Família Portelense, tinha 88 anos e morreu na madrugada desta quarta-feira, 25, de insuficiência respiratória, na Unidade de Pronto Atendimento do bairro do Engenho de Dentro, Zona Norte do Rio. Ele havia sido atendido no local durante o dia de ontem, com problemas respiratórios, e foi liberado. Horas depois, teve uma piora, foi levado pela família de volta à UPA, e não resistiu.
Waldir 59 estava na Portela desde os anos de 1940 e ingressou na ala de compositores da azul e branco na década de1950. Foi autor de vários sambas-enredo da escola, grande parte deles em parceria com Candeia, incluindo o do Carnaval de 1957, "Legados de D. João VI" (Candeia, Picolino da Portela e Waldir 59), que deu o tricampeonato à agremiação de Oswaldo Cruz e Madureira. Também foi diretor de harmonia da Portela, tendo sido considerado um dos melhores da história do Carnaval. Há anos com a visão prejudicada por conta de cataratas nos dois olhos, o poeta nunca deixou de frequentar a quadra da escola. Participou este ano, como integrante de uma das parcerias, do concurso que escolheu o samba para 2016.

Exposição - Ensaio sobre o Ruído

A  Galeria Nara Roesler, em Ipanema, recebeu na noite desta terça-feira, 24, a abertura da exposição "Ensaio sobre o Ruído" de Bruno Dunley. Fotos Marco Rodrigues

Inauguração de casa de festas reúne famosos

Marcelo Mello Jr, Viviane Araújo com o  Radamés,  o ator mirim Nicolas, Ludimila, Naldo e Adriana Bombom marcaram presença nesta terça-feira, 24, na inauguração da casa de festa Solarium, em Bangu, zona oeste do Rio. Fotos Anderson Borde / Ag. News