terça-feira, 16 de fevereiro de 2016

Cantor e compositor britânico lança coletânea Dan Torres – Novelas, disco que reúne gravações feitas para tramas da TV Globo

Cantor e compositor inglês radicado no Brasil desde 2003, Dan Torres tem seguido uma trilha de sucesso no país nos últimos dez anos. Para celebrar essa década, o artista lançou a coletânea Dan Torres – Novelas, pelo selo I! Produções.  O CD reúne 14 faixas gravadas por ele para as trilhas sonoras de novelas da TV Globo, sendo 3 autorais: Calling,  que fez parte da trilha sonora do remake da novela Guerra dos sexos (2013), Splendor, em parceria com Roger Henri e Paulo Muniz, para a trilha sonora da novela Babilônia (2015) e a faixa bônus Wishing you could stay, música inédita e composta em parceria com Nani Palmeira,  feita especialmente para uma cena da novela Sete vidas (2015).  Enquanto prepara para este ano seu terceiro álbum solo autoral, Dan Torres revisa no disco uma trajetória de grande projeção nacional. Afinal, as gravações que fez dos sucessos Blowin’ in the wind  (Bob Dylan, 1963), da trilha sonora da novela Sete vidas (2015) e Lucy in the sky with Diamonds (John Lennon e Paul McCartney, 1967) – ouvida na abertura da novela Império (2014) e que rendeu ao cantor o prêmio de Melhor Música de Novela do Ano, conquistaram milhares de admiradores em todo o Brasil.   A coletânea de sucessos Dan Torres – Novelas chega ao mercado fonográfico no momento em que Dan começa uma nova etapa da sua carreira, tendo emplacado pela primeira vez uma música de sua autoria no cinema. Disponível nas plataformas digitais, seu single Everything is Changing, entrou na trilha sonora de SOS - Mulheres ao mar 2. O próximo passo é o lançamento, este ano, do próximo disco autoral.

Claudia Cury festeja aniversário

A designer de joias Claudia Cury escolheu a Cavist do Village Mall para reunir suas amigas em almoço para festejar aniversário.  A decoradora Bianca Bloise idealizou uma mesa com todos os detalhes em vermelho e criou o modelo de bolo de três  andares muito bem executado pela cake designer Patricia Moreno que também fez os doces e bem vividos. Fotos Vera Donato

Karina Cury, Monika Nakamura,
Carolina Cury e Cibele Choo

Marcia Verissimo e Karina Nigri
Karina Nigri, Janine Sad,
 Auriete Middleton e Bia Bottin


Roseana Motta, Claudia Cury
e Vera Loyola

33 variações

Nathalia Timberg e Wolf Maya  fizeram, no Teatro Nathalia Timberg,  sessão especial para convidados da peça “33 variações”.
Considerado um dos mais importantes textos da dramaturgia mundial, escrito pelo venezuelano Moisés Kaufman, a montagem fez sucesso na Broadway e marcou a despedida de Jane Fonda há oito anos, em Nova York.
Além de atuar, Wolf assina a direção do musical erudito que conta como aconteceu a criação das 33 Variações, considerada uma obra prima de Beethoven.  A peça conta a história de um compositor medíocre do século XIX que escreveu uma valsa e a entregou para alguns artistas fazerem variações dela. O único que não aceitou foi Beethoven, mas não se entende por que ele acabou dizendo para ninguém mais trabalhar a valsa, se ele próprio o faria. Foi então que surgiram as 33 variações da composição, por Beethoven. A história da peça é justamente sobre o que o levou a transformar uma valsa medíocre em algo tão genial.
Nathalia Timberg interpreta uma musicóloga que tenta descobrir a verdade por trás das 33 variações sobre uma valsa composta por Beethoven quando ele começou a ficar surdo. Fotos Cristina Granato
Diana Hernandez e
 Henri Castelli
Eduardo Bakr e Patricia França
Kadu Moliterno e Cristiane Rodriguez
Monique Alfradique e
Danielle Winits
Henri Castelli e Vera Fischer
Lu Grimaldi e
 Nathalia Tjimberg


Lu Grimaldi e Oscar Magrini
Henri Castelli e Marcos Pasquim
Nathalia Dill
Vera Fischer

Duo Santoro festeja 30 anos de OSB

No ano em que comemoram  30 anos integrando a Orquestra Sinfônica Brasileira, os gêmeos violoncelistas Paulo e Ricardo Santoro já têm confirmado um ano de muita festividade. A OSB fará, em setembro, na Sala Cecília Meireles, um concerto especial no qual os irmãos vão interpretar "Duplum", obra para orquestra de João Guilherme Ripper, escrita especialmente para a data, com regência do americano Lee Mills.

Até lá, a dupla lança seu segundo disco de carreira, "Paisagens Cariocas", novamente com produção de Sergio Roberto de Oliveira (A Casa Discos), reunindo composições para duo de violoncelo.

Lembrando ainda que, neste momento, chega às lojas o CD "Pares",  que reúne composições do próprio Sergio Roberto de Oliveira e do americano Mark Hagerty, interpretadas pelos gêmeos e pelo  Duo Bretas-Kevorkian (pianos).