terça-feira, 26 de abril de 2016

Slava’s Snowhow estreia no Teatro Bradesco Rio nesta quarta

O russo Slava Polunin(65) chega ao Teatro Bradesco Rio nesta quarta-feira, 27, prometendo fazer nevar em pleno o outono com cara de verão na Cidade Maravilhosa. O espetáculo Slava’s Snowhow do conceituado artista fará cair sobre o palco, na verdade, milhões de pedacinhos de papel picado que ajudarão a compor uma atmosfera poética, além da falsa neve, Slava leva ao palco também gigantescas teias de aranha e bolas, entre outros elementos sinestésicos, que compõem o show que já foi assistido por mais de 6 mil pessoas ao redor do mundo desde que estreou em 1996, no Edinburgh International Festival, na Escócia.  O espetáculo fica em cartaz até domingo, dia 1° de maio.

Espetáculo Menino que queria ser bombeiro chega ao Rio em maio

Uma proposta inusitada de lançar um olhar para dentro de si mesmo, tendo a meditação como o canal para esta descoberta, encantando em cheio tanto crianças como adultos. Essa é a tônica do monólogo O Menino que queria ser bombeiro, dirigido pelo alemão Ole Erdmann com interpretação e dramaturgia de Rogerio De M. Barros, que estreia em temporada na Sala 1 do Teatro Fashion Mall a partir de 14 de maio, sempre aos sábados e domingos, às 15h.               O espetáculo conta a saga de um menino que, após provocar um incêndio, fica proibido pela sua mãe de se aproximar novamente do fogo. A restrição faz com que ele deseje o poder de controlar o fogo. A fim de compensar o filho, a mãe o permite fazer tudo o que ele quiser. Ele cresce muito agitado, sem limites e sem conseguir ficar parado ou em silêncio. Em sonho, o menino viaja ao Planetamente. Depois de muita aventura precisa decifrar o enigma do herói Super Observador para encontrar o caminho de volta para sua casa. Ao acordar do sonho, o menino tem sua vida transformada.

Filmagens de “Polícia Federal – A lei é para todos”, superprodução baseada na Operação Lava Jato, começam em agosto

A cinematográfica Operação Lava Jato vai chegar às telas de cinema ainda este ano. O filme “Polícia Federal – A lei é para todos”, uma superprodução de R$12 milhões da produtora carioca New Group & Raconto e associados, será um thriller policial político fortemente inspirado em fatos reais. Os produtores começaram a trabalhar no projeto há oito meses e as filmagens acontecem em agosto e setembro em Brasília, Curitiba, Rio, São Paulo e São Luís.

O experiente produtor Tomislav Blazic, dos grandes sucessos de Os Trapalhões e do recente “Vestido Pra Casar” com Leandro Hassum, assinou no ano passado um acordo de cooperação com a Polícia Federal, que presta consultoria aos produtores e vai apoiar integralmente as filmagens, mas sem interferir no conteúdo. O filme será dirigido por Marcelo Antunez, diretor de “Até que a sorte nos separe 3” e “Qualquer Gato Vira-Lata 2” e codiretor de “Um Suburbano Sortudo”, todos grandes sucessos de bilheteria.

“Polícia Federal – A lei é para todos” será lançado pela Downtown e Paris, as duas distribuidoras responsáveis pelos grandes sucessos de bilheteria do cinema nacional nos últimos anos. A previsão de lançamento é dezembro de 2016.

O filme integra um projeto ambicioso, que inclui a produção de dois outros longas-metragens, uma série para exibição na televisão brasileira com 13 episódios e três livros ficcionais da escritora Ana Maria Santos com a história detalhada dos três filmes.

“O filme será o primeiro sobre a Lava Jato, mas esse não é o nosso único diferencial,” afirma Tomi Blazic. “Somos os únicos a ter um acordo de cooperação com a Polícia Federal, o que nos permitiu ter acesso aos delegados e agentes responsáveis pela operação. Nossos produtores, o diretor e os roteiristas passaram os últimos oito meses imersos nessa pesquisa nas dependências da PF em Curitiba e Brasília, o que nos deu subsídios para a produção de um roteiro ficcional riquíssimo.”

Tomi ressalta ainda que o acordo prevê o apoio logístico da PF, o que permitirá filmagens nas instalações onde a Lava Jato está sendo conduzida e com os equipamentos (viaturas, helicópteros, armamentos, uniformes etc) reais.

“É importante frisar que o acordo nos confere total liberdade criativa. A PF não terá qualquer ingerência sobre o roteiro, decisões de produção ou edição,” ressalta o diretor Marcelo Antunez. “Nós não somos vinculados a qualquer partido ou movimento e o filme não tem objetivos políticos. Estamos trabalhando para fazer um arrasa-quarteirão que lote as salas de cinema. Vamos levar ao público a emoção, os bastidores e os dramas pessoais da Lava Jato, que foi o principal assunto do Brasil nos últimos dois anos e continuará a ser pelos próximos.”

Umberto Magnani sofre AVC e é internado em coma

O ator Umberto Magnani sofreu um AVC (acidente vascular cerebral) na manhã desta terça-feira, 26, e está internado no Hospital Vitória, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro.
O ator que interpreta o Padre Romão em 'Velho Chico', passou mal durante as gravações da novela.
Magnani se submeteu a uma cirurgia e está em coma. O filho do ator, Beto Magnani, acompanha o pai no hospital.

O Cinema dos Trapalhões - Por quem fez e por quem viu é lançado no Rio

Nadia, Rafael, Simone e Dedé
Dedé Santana, Simone Spoladore, Nadia Lippi, Sylvia Massari entre outros artistas marcaram presença, na noite desta segunda-lançamento do livro  O Cinema dos Trapalhões - Por quem fez e por quem viu, de Rafael Spaca. O livro  narra a trajetória no
cinema do quarteto formado por Didi, Dedé, Mussum e
Zacarias. Fotos Rogério Fidalgo



Nadia Lippi e Sylvia Massari
José Alvarenga e Helena fernandes

Governo do Rio ainda não pagou os aposentados

Em nota enviada a imprensa hoje, o governo do Rio de Janeiro diz que para cumprir determinação da justiça que obrigado o pagamento  aos aposentados e pensionistas,  usará recursos  serão arrestados de contas específicas, e são provenientes de empréstimos obtidos junto a organismos nacionais e internacionais para financiamento de programas sociais e obras.
"Por determinação da Justiça, os 137 mil inativos e pensionistas com vencimentos mensais líquidos acima de R$ 2 mil receberão a folha de março antes de 12 de maio. Os recursos para o pagamento serão arrestados de contas específicas, e são provenientes de empréstimos obtidos junto a organismos nacionais e internacionais para financiamento de programas sociais e obras. Por proibição legal, o governo do estado não pode usar esses recursos para pagamento de pessoal.
O pagamento realizado no último dia 14 abrangeu 71,3 % do total de 479.638 benefícios de servidores ativos e inativos, além de pensionistas. O Estado não dispõe de recursos suficientes para o pagamento da totalidade de suas despesas devido ao agravamento do cenário macroeconômico nacional, com retração na atividade econômica e impacto negativo sobre a arrecadação estadual.
Em 2016, o déficit orçamentário previsto é de quase R$ 20 bilhões. Deste total, R$ 12 bilhões são referentes à previdência. Ou seja, há um déficit mensal nos cofres estaduais de R$ 1,5 bilhão".
O governo diz que o Rio esta falido, mas se esta nessa situação como pode o governador em exercício Francisco Dornelles (PP) ter nomeado 153 pessoas para cargos administrativos, com salários que vão de 2 mil a 25 mil reais mensais?
Governador muitos desses aposentados de hoje, certamente, já foram seus eleitores em algum momento de sua carreira política. Enquanto o senhor andava de palanque em palanque angariando votos para seus vários mandatos, essas pessoas davam o suor de seu rosto para ganhar o sustento de suas famílias e hoje, passam necessidades porque  o Governo do Rio de Janeiro se diz quebrado. Quebrado, mas tem dinheiro para pagar  despesa extra?! O senhor não se envergonha disso? Quem são essas pessoas nomeadas? Qual a necessidade real delas estarem nesses cargos num momento tão ruim do estado? Faça-me o favor, governador!

Ludmila comemora aniversário com festão em Bangu

Tiago Abravanel foi um dos famosos que marcou presença na festa de 21 aninhos da cantora Ludmila. A comemoração com tema Las Vegas, aconteceu na casa de festas Solarium, em Bangu, zona oeste do Rio. Foto Anderson Borde/Ag. News