quinta-feira, 22 de setembro de 2016

O enredo de um samba, conta a história de Jorge Aragão

Parte integrante do projeto Sambabook Jorge Aragão, da Musickeria, a biografia do sambista, "O enredo de um samba", leva a assinatura do jornalista João Pimentel e foi lançado nesta quarta-feira, 21,   na Livraria Travessa do Shopping Leblon. O projeto comemora 5 anos de Sambabook e o livro (Sonora Editora) conta a trajetória de Aragão sob a ótica dos discos lançados na carreira do poeta do samba. Pimentel vai mais além e conta passagens divertidas desde a infância do compositor, passando pelos tempos do Fundo de Quintal até chegar aos dias de hoje, com Aragão já alçado ao patamar de grande mestre da nossa música.
O Sambabook Jorge Aragão é um projeto multiplataforma e reúne ainda CDs, DVD, fichário de partituras, aplicativos da internet e ambiente da web.  O lançamento na Travessa do Shopping Leblon teve a presença de fãs, amigos e músicos que lotaram a livraria e formaram uma fila que seguia até o final da loja.
Fotos Vera Donato


...

Escapando do caos

Após inúmeras exposições individuais em diferentes galerias e museus de cidades do mundo, a holandesa radicada no Rio, Thera Regouin faz a sua primeira individual no Rio de Janeiro. A abertura foi nesta terça-feira, 20, na Galeria CorMovimento. Apresentando nove pinturas inéditas, em azul, com grandes superfícies brancas em seu interior, da nova série “Escapando do caos”, e outras com 21 obras de diversos períodos, todos óleos sobre tela. A curadoria é da respeitada escritora, crítica e historiadora de arte Gloria Ferreira, que também escreveu o texto do novo catálogo de Thera Regouin. A mostra fica em cartaz até o dia 12 de novembro. Fotos Marco Rodrigues

...

Estreia de Um Homem Só reúne famosos no Rio

O filme Um Homem Só, primeiro longa-metragem de Claudia Jouvin (roteirista de O Gorila) reuniu a  os atores Vladimir Brichta, Mariana Ximenes, Ingrid Guimarães, Otávio Müller, Milhem Cortaz, Eliane Giardini, Natalia Lage, Letícia Isnard, Débora Lamm, Luiza Mariani, além de convidados como Adriana Esteves, Agatha Moreira,  entre outros, nesta segunda-feira, 19, no Kinoplex Shopping Leblon, onde aconteceu a estreia vip.  O filme ganhou três Kikitos no 43º Festival de Gramado (Melhor atriz - Mariana Ximenes; Melhor ator coadjuvante - Otávio Müller; Melhor fotografia - Adrian Teijido), foi exibido na Mostra Internacional de Cinema de São Paulo e no Festival Internacional de Punta Del Leste, é produzido pela Giros ("Menino 23"), em coprodução com Globo Filmes.  O filme será lançado pela Downtown Filmes e Paris Filmes dia 29 de setembro. Fotos Cristina Granato

...

Neste domingo no MAR, a entrada é franca

No próximo domingo, 25,  o Museu de Arte do Rio abre as suas portas para o público de forma gratuita. Os visitantes terão  a oportunidade de ver de perto a exposição “A Cor do Brasil”, que traça a trajetória da arte brasileira desde o período colonial até o século 21. São mais de 300 obras expostas no museu e o grande destaque é a obras “Abaporu” (1928), de Tarsila do Amaral, considerada uma das principais figuras do movimento modernista no Brasil.
O público poderá ainda conferir mais duas outras exposições: “Leopoldina, princesa da Independência, das artes e das ciências” e  “Linguagens do corpo carioca [a vertigem do Rio]”, que reúne 800 obras de variados artistas que retrataram a essência da alma carioca.

Rogério Flausino e Wilson Sideral fazem show em homenagem a Cazuza

Os irmãos Rogério Flausino e Wilson Sideral, se unem para homenagear um de seus maiores ídolos, o cantor e poeta Cazuza. Pela primeira vez juntos, em uma turnê oficial, a dupla reverencia a obra de um dos maiores ícones do rock nacional, pelos teatros do Brasil. A direção musical, assinada por Sideral, preza pelos arranjos originais, que vão da fase Barão
Vermelho aos hits da carreira solo. No repertório, o lado rock do poeta aparece em canções como, "Beth Balanço", "Porque Que a Gente é Assim", “Ideologia”, “O Tempo Não Pára” e "Pro Dia Nascer Feliz"; a MPB e a Bossa Nova mostram sua cara em "Faz Parte Do Meu Show", "Todo Amor Que Houver Nesta Vida", "Eu Preciso Dizer Que Te Amo" e “Codinome Beija-Flor”; do blues, as clássicas “Solidão, Que Nada” e “O Blues da Piedade”; e do pop, os hits “Exagerado”, “O Nosso Amor a Gente Inventa” e “Brasil”, além de regravações eternizadas na voz de Cazuza, como "Vida Louca Vida", de Lobão e Bernardo Vilhena, e “Quase Um Segundo”, de Herbert Viana. Dia 27, às 21h, no Teatro Bradesco Rio.