terça-feira, 13 de dezembro de 2016

Eliane Salek 40 anos de palco, hoje no Solar de Botafogo

Eliane Salek apresenta hoje, às 21h, no Solar de Botafogo, o show de lançamento do CD Eliane Salek  40 anos de palco. No repertório diversos gêneros pelos quais passeia na música brasileira, além de seis novas faixas de compositores como Tom Jobim, Billy  Blanco, Vinicius de Moraes, Ernesto Nazareth, e a belíssima ‘Homenagem ao Mestre Cartola’, de Nelson Sargento,  que faz participação. Dorina e Áurea Martins também fazem participação.

Lançamento de nova coleçào

Hermes Inocêncio Rafaela Sampaio e Marcelo Argenta
Uma festa marcou o lançamento da coleção verão 2017 e o  primeiro aniversário da loja do estilista Hermes Inocêncio, em Ipanema, zona sul do Rio. Amigos como Claudio Lins, Flavio Siqueira,  Beto Bardawil, entre outros marcaram presença.

Claudio Lins, Andrade Sucesso e Flavio Siqueira

Anderson Thieves Beto Bardawil Carlos Vieira e Andre Sank

João do Rio

O Teatro Dulcina recebe nesta quinta-feira, 15, um debate com acadêmicos e pesquisadores acerca da obra de João do Rio e os pontos de contato com a cena expandida contemporânea. O evento, aberto ao público e gratuito, contará com a participação de Adriana Schneider (Professora Doutora da UFRJ em Direção Teatral e Artes da Cena), Carmem Gadelha (Professora Doutora da UFRJ), Celina Sodré (Diretora e Professora Doutora da UFF), João Carlos Rodrigues (biógrafo de João do Rio), Iuri Lapa e Lia Jordão (historiadores e pesquisadores da Biblioteca Nacional).
Logo após o debate, às 20h30, haverá a apresentação do espetáculo “Avenida Central”, que segue em cartaz até o dia 22. A peça inspira-se no universo e nas precursoras formas narrativas de João do Rio, com linguagem fragmentada que procura incorporar as diversas facetas, pseudônimos e personagens da obra do escritor carioca. Tido como o primeiro flaneur brasileiro, testemunha ocular dos processos de modernização do início de século passado, após o fim do Império, João do Rio percorreu a cidade desbravando novos recortes, olhares e percursos, numa linguagem única e híbrida que mistura relato e ficção, vida e obra, jornalismo e literatura.
Nos dias 17 e 21 de dezembro, “Avenida Central” será apresentada em Libras – Linguagem Brasileira dos Sinais.