segunda-feira, 3 de abril de 2017

Peça promove debates em Ipanema

Era o ano de 1990, e o país voltava a ter um governo eleito democraticamente. A inflação galopante exigia medidas drásticas. A saída da nova equipe econômica foi confiscar parte da caderneta de poupança da população. Tal medida levou milhares de brasileiros ao desespero e à bancarrota. Muitos enlouqueceram. Esse é o caso de Anderson, que amargou outras perdas em sua vida: seu negócio (uma agência de viagens), um ente querido e um grande amor. Isso tudo leva-o a perambular pelas ruas. Esse andarilho é a figura central de Nefelibato, monólogo de Regiana Antonini que Luiz Machado leva à cena para celebrar seus 20 anos de carreira. 
A montagem, dirigida por Fernando Philbert  com supervisão de Amir Haddad, fará, a partir desta terça-feira, 4  e nas demais do mês, uma série de debates sobre temas ligados à encenação. A primeira participante é a psicanalista e jornalista Sandra Teixeira (foto), que, ao lado de Philbert  e do próprio Machado falará  do tema “O medo que nos impede de viver”. 
A peça pode ser assistida de terça a quinta, às 20h30m, no Teatro Candido Mendes, Ipanema.

Almoço de negócios

O cantor Naldo Benny  foi clicado depois de almoçar em um shopping da Barra da Tijuca, com o cantor angolano e jurado do The Voice Portugal, Anselmo Ralph. Vem novidades por aí! Foto Ag News

Um dos menos conhecidos no Brasil, papagaio-chauá ganha projeto de conservação

Foto Carlos Garske
Apesar da incrível diversidade de papagaios que habitam o território brasileiro - o que nos coloca como medalhistas no cenário mundial -, somos recordistas em número de espécies ameaçadas de extinção, resultado da degradação dos ambientes naturais e da captura de filhotes para abastecer o comércio ilegal (nacional e internacional) de animais de estimação.  Segundo levantamento do Ministério do Meio Ambiente, divulgado em 2014, três espécies de papagaios estão ameaçadas.  Com o objetivo de diminuir essas estatísticas, o Grupo Assessor do Plano de Ação Nacional para a Conservação dos Papagaios da Mata Atlântica (PAN Papagaios), que acompanha cinco espécies de papagaios, promove diversas ações de monitoramento da espécie. “Ao fim de 2014, por exemplo, o PAN Papagaios iniciou o Projeto Papagaio-chauá (Amazona rhodocorytha), que é considerado o menos conhecido entre eles, o que torna o projeto ainda mais relevante”, explica a coordenadora geral do projeto, Gláucia Helena Fernandes Seixas. Em agosto de 2016, a iniciativa passou a contar com o apoio da Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza (FGB).
“Ainda não há conhecimento sobre o tamanho e status populacional nas áreas de sua distribuição natural (Rio de Janeiro e Minas Gerais). Mas, normalmente, a espécie é vista em casal ou em bandos se alimentando de frutos, sementes e brotos em topos de árvores na Mata Atlântica dos estados de Minas Gerais, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Bahia, e historicamente, Sergipe e Alagoas”, frisa Gláucia. O projeto é executado pela Fundação Neotrópica do Brasil e pelo Parque das Aves. Além da Fundação Grupo Boticário, a ação conta com o apoio da Sociedade de Pesquisa em Vida Silvestre e Educação Ambiental (SPVS) e Centro de Pesquisa e Conservação de Aves Silvestres (Cemave).
Após contabilizar sete expedições desde o início do projeto, a espécie já foi confirmada em mais de 59 municípios dos estados de Minas Gerais (19) e Rio de Janeiro (40). Ao longo das visitas, foram realizadas entrevistas com a comunidade, além do estabelecimento de importantes parcerias com instituições locais. Somente em dezembro, o projeto somou visitas a nove cidades fluminenses.
A iniciativa também prevê pesquisas sobre a biologia reprodutiva da espécie, além de atividades de educação para conservação e geração alternativa de renda. “A ideia é alertar a população contra os danos decorrentes do tráfico de animais silvestres e mostrar a importância de manter a integridade dos ambientes onde vivem”, concluiu Gláucia.

Viviane Araujo ganha festa havaiana

Viviane Araujo ganhou uma  festa de aniversário surpresa organizada pelo  Fã Club Vivianaticos Original. A Festa Vivi no Hawai,  aconteceu neste domingo, 2, em   um sítio em Jacarepaguá, no Rio.  Depois de chorar com a surpresa, a atriz dançou até o fim da comemoração que foi animada por um grupo de pagode. Foto Anderson Borde/Ag. News