sexta-feira, 9 de março de 2018

Luccas Soares lança single contra a opressão às mulher

Amanda é uma personagem real. Uma mulher como muitas que conhecemos. No dia 30 de setembro de 2017, ela viveu uma experiência que a marcaria para sempre – e, infelizmente, comum a muitas mulheres no país. Amanda foi estuprada. Solidário a ela, sua amiga desde a infância, o cantor e compositor Luccas Soares deu voz à sua indignação. E nada melhor do que a música para tanto. Ele, que já vinha trabalhando numa canção sobre o respeito às mulheres, a homenageia no rap “Ela é só dela”. O single chegou às plataformas digitais neste 8 de março, Dia Internacional da Mulher, e é uma das oito faixas que compõem o primeiro disco do cantor, “Estado frio”, com lançamento previsto para o início deste ano. A faixa tem a participação vocal de Nina Oliveira e a produção é de Luiz Café.

“Ela é só dela” também inspirou um clipe, disponível no YouTube. Do vídeo, dirigido pelo próprio Luccas em parceria com Humberto Gomes e Rhaíssa Soares, participam mulheres que se identificam com a luta pelos direitos feminino. Amanda é uma das que estão lá e tem sua história contada no início do vídeo.

JP Crim e sua “Amsterdã Ameaçada”


O autor José Paulo Crim reuniu amigos e parentes para o lançamento de seu livro (quarta), na Argumento do Leblon. O romance policial “Kaëlle – Amsterdã Ameaçada”, editado pela ID Cultural, entrelaça relações familiares durante a Segunda Guerra Mundial, quando a Alemanha de Hitler ignora a neutralidade da Holanda e a invade. Confira como foi a noite de autógrafos nas fotos de Alex Award.